A construção de uma marca


Logo, logomarca, logotipo. Não importa o nome ou as diferenças teóricas que limitem as diferentes nomenclaturas. O que importa é: qual o valor da sua marca? Qual o impacto ela causa nas pessoas?


A marca deve ir além do imediatismo das vendas - no caso de empresas de produtos e serviços ou promoção de personalidades - como no meio artístico, por exemplo. A marca, acima de tudo, é algo para ser engajado e trabalhado a longo prazo.


Diversos órgãos estudam os efeitos das marcas no inconsciente coletivo. Pense em um refrigerante. Em um carro. Em um celular. O que vem à sua mente?


Esses três exemplos, que você não precisa citar os nomes, são marcas fortes. Pode ser que atravessem altos e baixos em suas vendas ou campanhas publicitárias. Algumas vezes emplacam bem novidades e produtos. Outras vezes naufragam em algum ponto. Mas a marca sobrevive. E quando o público tiver de pensar em alguma coisa daquele setor, irá se lembrar dela, o que alavanca para que comprem o produto, ou pelo menos o analise.


Para a elaboração de uma boa marca, muitos, mas muitos fatores devem ser levados em consideração. Não vale somente a estética. Não vale somente o gosto do fundador. Longas conversas são necessárias para que se compreendam os pormenores, o que deverá ser transmitido, quais os valores e desejos instigados pela marca que irá nascer. Simples ou rebuscadas são apenas variantes de um processo bem mais complexo, e em nada impactam na facilidade ou dificuldade de criação da marca.


Portanto, já que será ela a leal sobrevivente em todas as situações, valorizando o seu negócio, é primordial que a marca seja criada com todo cuidado, sob pena de ter de refazê-la ao longo da jornada, o que também é interessante, para acompanhar tendências e mercados. Mas isso é assunto para outro post.


Posts Em Destaque
Veja também

  Contato  

  (35) 9 8879 0009  

  Três Pontas / MG  

  milton@yehh.com.br